Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saraupairinstates



Quarta-feira, 25.05.05

O Fim-de-semana em Pine Hollow

Gansa.JPG

A gansa que eu e a Ciliana não deixávamos em Paz, coitada...

Bem, saí de casa por volta das 5h30 e lá fui ter a casa da Ciliana. Comprei um cartão de memória para a minha máquina digital (depois de muito pensar e investigar para mudar de engenho fotográfico. Desisti e optei pela situação mais barata)

Quando ceheguei a casa da Ciliana, já a Natalie (Host-Mother) se tinha ido embora noutro carro. Fui no carro com o Paul (Host-Father), a Ciliana, o Jace e a Janessa.

Chegámos lá jantámos, conversámos, fotografias…

No sábado de manhã a Natalie teve que sair porque tinha uma reunião e nós ficámos todos com o Paul. Fomos andar de canoa no lago. Lindo!!!! Atravessámo-lo e fomos beber chocolate quente num Restaurante do outro lado. A meio ainda vimos uns gansos e uma gansa a chocar os ovos. Eu apanhei um que estava dentro d’água. Escusado será dizer que fiquei ensopada!!! Quando voltámos fomos mostrar à Ciliana o rio chamado ‘Dechuttes’, onde fizemos Rafting no ano passado.

Depois fomos a outro chamado White River onde nos pusemos a atirar pedras ao rio e fazer barragens com os miúdos. Foi uma manhã bem divertida. E eu fiquei apaixonada pela disponibilidade desta família para com a nova Au Pair.

Voltámos, almoçámos e fomos todos dormir a sesta. Entretanto a Natalie chegou.

Nessa tarde, eu e a Ciliana fomos passear e tirar fotografias naquela zona e ainda voltámos às canoas. Andámos de roda da mãe gansa a tirar fotografias. Ela parecia uma cobra, com aquele pescoço espetado a seguir-nos.

No sábado à noite fizemos uma fogueira e pusemos-nos a assar marshmellows. Toda a família à volta da fogueira. ADOREI!!!!! Eu precisava ter tido uma família destas!!! Ou talvez não! O que aprendi com a minha… Não teria aprendido com esta. Eles tornam tudo muito mais fácil! “Cada um tem aquilo que merece”, certo?

Bem, marshmellows esturricados (como eu gosto), no meio de 2 bolachas e ainda com um quadrado de chocolate derretido no meio. Epá, parece bom, mas só comi 1. Muito doce e enjoativo.

Na manhã de Domingo, eu e a Ciliana levantámo-nos mais tarde que os miúdos e a Natalie e foi notório os respeito dela e dos miúdos para connosco que ainda dormíamos. Silêncio! Claro que se ouvia as crianças a falar, mas era baixo. Na minha casa isto não existe; se eles querem começar a gritar às 6h da manhã de sábado ou domingo… No problem!!!!!

Depois fomos todos a uma loja local para os miúdos comprarem um brinquedo qualquer com o dinheiro que tinham (tipo 2 dlrs cada um). A mais pequena, a Janessa, desenhou um Helicóptero, com 9 lugares, para levar todos os convidados dela para a festa de aniversário, que há-de ser na Disneylandia (ela sonha…). Então, levou o desenho para pedir à senhora da loja para construir esse Helicóptero para ela. A senhora achou-lhe piada e entrou na brincadeira… A conversa foi demais!!!! A Janessa tem 4 e é toda princesa…

Quando voltámos fomos todos limpar o telhado da casa. Tirar todas aquelas folhas do Inverno. Quando eu digo todos, é mesmo todos. A família toda em cima do telhado da casa a atirar folhas lá para baixo.

Quando acabámos, ajudámos a limpar a casa, almoço e viemos embora.

Todo este Fim-de-semana, apesar de ter sido muito divertido, deixou-me muito triste.

Eu tive contacto com o aquilo que o programa diz ser a integração de uma Au Pair na família.

Eles integram, completamente, a Ciliana, dão-lhe liberdade, ajudam, são pacientes, etc. é notório o carinho, estão sempre aos abraços. Eu fiquei muito triste e com alguma inveja (mas no no mau sentido), que até comentei com a Natalie.

É que eles, que estão habituados a ter Au Pairs, integram-nas mesmo na família. Aqui é costume no Natal, mandar uma foto da família a desejar boas festas. Nessa foto, eles incluem a Au Pair. Há fotos das Au Pairs com os miúdos espalhadas pela casa. No caminho para casa, domingo à noite, chorei ao telefone com a Tammy, porque eu gostava que tivesse sido assim comigo.

Eu contei à Natalie o que sentia. Ela foi muito querida: abraçou-me e disse-me para eu ir passar todos os FDS, até me ir embora, na casa dela. O que, realmente, tem acontecido.

Eu não me arrependo de nada, mas tenho pena de certas coisas: não ter mudado, no início, de família, quando as coisas começaram a dar para o torto. Mas eu achava que era isto que eu tinha que passar. E ainda acho. E não sei se deveria ter mudado ou não. Será que se tivesse tido a situação mais facilitada, como a Ciliana, eu veria a vida e as pessoas como vejo agora? A Nanette diz-me que não há muitas raparigas que se aguentassem na minha situação como eu me aguentei. A Tammy e a Ciliana dizem que elas não conseguiam. De certa forma, sinto-me orgulhosa de mim porque aguentei. Consegui mudar algumas coisas. Vejo a minha influência nos miúdos e na família. Principalmente, fiquei até ao fim, ao contrário do que algumas pessoas estavam à espera. Para mim é uma vitória. Fui persistente, teimosa, aguentei. Apesar de algumas presenças telefónicas de Portugal e da Tammy e Nanette daqui, eu estive sozinha. Resolvi a mioria dos problemas sozinha.

Bem, chega de me gabar!!!!!

Voltar à minha realidade foi meio difícil. Mas quando vejo a cara da Phoebe a dizer: Sara, I missed you!, uma boa parte das tristezas passam!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por foreverthirtyfive às 08:59


3 comentários

De Susana a 29.05.2005 às 07:00

Amiga, só te posso dizer que estou unida no orgulho, já te disse muitas vezes e como sou chata repito, vais sentir um dia ainda mais o que toda esta experiência mudou em ti, tiraste lições para vida e reforçaste a tua personalidade, a tua garra, a tua vontade, nem tudo foi um mar de rosas, nós que te acompanhámos ao longe sabemos que passaste momentos muito duros e de muitas dúvidas e é um orgulho que tenhas ultrapassado tudo com a força daquela Sara Juma que a tua mamã bonita tão bem ilustra, desejo que este ano que passaste longe se tenha colado a ti e que te dê força e determinação para alcançares todos os teus objectivos aqui em Portugal, nunca te contentes com pouco, quando mereces as estrelas.. ;) Beijinho, grande minha querida, fico desejosa de te dar um abraço..

De Carla a 26.05.2005 às 16:29

Agora fiquei de lágrimas nos olhos... É maravilhosa a integração que a outra família faz mas, ao mesmo tempo, a lição de vida tão dura que houve no caminho da Sara deu a melhor resposta que se calhar era possível ter: a de que é capaz de superar muitas dificuldades e manter-se firme e de pé! Até eu estou cheia de orgulho! :) Beijo enorme :)

De Mãe a 25.05.2005 às 11:01

Tenho muito orgulho em ti, minha filha querida!!!! És uma mulher corajosa, lutadora, com garra....Ficaria triste se tivesses desistido embora entendesse, mas assim foi muito melhor. E todo o teu sofrimento e problemas não foram em vão. Hás-de sentir isso pela vida fora...és uma mulher, estás preparada para a vida, não és uma "filhinha de mamãe". Adoro-te e estou muito vaidosa com a filha corajosa que tenho....

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2005

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031