Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saraupairinstates



Segunda-feira, 20.09.04

AH AH AH AH AH AH AH

000_0014.JPG(foto das ruas por onde eu ando)Bem, vou começar este artigo com uma enorme GARGALHADA…. OUVIRAM??? Só para rir mesmo!Well, mudando de assunto...... Hoje acho que me vou direccionar para a sociedade em que vivo, já que não tem havido grandes novidades no dia-a-dia.Pelo que tenho visto, os Americanos, nesta zona, são bastante civilizados, respeitadores de regras e leis. Vão a Igreja aos domingos, acreditam em Deus, o que se tornou mais numa moda do que em crença, propriamente. No entanto, de certa forma, ajuda-os a esforçarem-se por ser melhores pessoas em prol de Jesus ou Deus. Mas também há aqueles que, apesar de irem a Igreja, tem armas em casa e deixam os filhos de 10 anos andarem aos tiros as latas (com supervisão, claro. O que não deixa de ser completamente absurdo).Esta próxima a altura de votar para as presidenciais e os candidatos mais apoiados nesta zona são John Kerry e o Bush. Estas pessoas levam um bocado as coisas a extremos, do gênero de andarem com autocolantes nos carros, nas janelas de casa, pequenos letreiros de latão pregados no chão do jardim com o nome do candidato que apóiam... Euzinha aqui, a própria, ando com um autocolante no meu jipe, no Harold. Só tolero esta doidice porque não e a apoiar o Bush. Foi feita uma estatística em todos os estados, telefonicamente, para verem qual seria o candidato que venceria se as eleições decorressem agora. O Bush perdia neste Estado, esmagadoramente, Felizmente!!! Toda a gente que rodeia esta família odeia o Bush e acha uma parvoíce a historia da ida a Igreja.Chega-se ao ridículo das lojas abrirem ao Domingo, depois das 11h, para dar tempo de toda a gente ir a Igreja. Do tipo: eu tenho esta casa porque Jesus me ama, ou o carro, ou seja lá o que for. Jesus loves us... O Fred e que costuma gozar com eles a torto e a direito.Ora bem, eu não gozo com tanta feracidade porque eu acredito em algo, mas não da forma demonstrada nesta sociedade. Parece que se voltou aos tempos antigos. E quando gozo/brinco, e com a forma extremista a que levam a sua crença.Alem disto, a sociedade e extremamente organizada, como já disse. A Escola, as regras de transito, velocidades máximas, respeito pelos peões, pelas crianças... E exemplar neste aspecto. Realmente, eu acho que é um exemplo a seguir.Nas Escolas e que se nota mais a organização. Todos os dias vou levar o Adam, de 7 anos a escola primaria. E publica e bilíngüe: Inglês/Espanhol. E gostoso ver o cuidado que ronda a escola. Para já, os limites de velocidade reduzem bastante, com enormes avisos de escola, e que toda a gente respeita. Quando se está mais próximo do recinto, começa-se a ver pais (que o fazem voluntariamente) com bandeiras amarelas fluorescentes e também uns coletes, perto das passadeiras. Sempre que há crianças para atravessar, esses pais acompanham as crianças com a bandeira içada para os condutores repararem e pararem. Todos os dias os pais mudam. Normalmente são mães, porque os pais trabalham e ganham o suficiente para elas poderem ficar em casa e acompanhar o crescimento dos filhos e todas estas coisas. No local da escola, onde os pais deixam os filhos, tem mais 2 crianças com as bandeiras e coletes em frente a passadeira. E tudo super respeitador. O director da escola esta a porta a receber os alunos e pais que entram, sempre com um sorriso na cara, todos os dias. O bairro onde esta situada a escola e super calmo, limpo e bem bonito. Na cidade, as ruas estão, impecavelmente, limpas. Os parques de estacionamento, raramente são pagos. Tem 2 lugares, normalmente, em cada bloco, onde so se pode permanecer durante 30 min, durante um certo horário. Euzinha, esqueci-me, cheguei 10 min mais tarde e levei com uma multa... 15 dlrs. Agora? Quando estaciono nesses lugares ponho alarme no tlm para não me esquecer dos limites. As pessoas aqui acreditam muito umas nas outras. Nos super-mercados não há muita segurança e vigilância. Ate há caixas em que as pessoas passam as compras e pagam sem a ajuda de um empregado. Imagine-se em Portugal ou noutro sitio qualquer... Passavam-se 3 ou 4 dos 10 produtos que se levavam. Aqui também deve haver quem o faca, mas deve ser muito invulgar. As vezes os produtos não estão marcados e perguntam a pessoa se sabe o preço. Aconteceu-me mais que 1 vez. Eu digo o preço e nem verificam. Confiam. E bom para a auto-estima. Nem da vontade de enganar quem confia assim em nos. Só vendo mesmo e assistindo. Eu sei que há muita coisa mal, noutros locais mais pobres, mas, no entanto, e tudo muito civilizado e respeitador. Dá um certo gozo andar nas ruas assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por foreverthirtyfive às 20:52


8 comentários

De vanessa a 27.09.2004 às 11:28

Sara, os comentários começaram por ser um alerta... o seu nariz empinado era em sentido figurado o seu deslumbramento... Pena tenho que não tenha percebido isso, que leve tudo na base da ofensa. Não preciso do mundo da net, nem preciso de me ausentar do meu país para ser "ouvida"... isto da audição tem que se lhe diga, porque só nos escuta quem quer... Talvez o melhor é usar a sua tolerância e liberdade de expressão neste sentido: não apagar os comentários, mas tão somente ignorá-los... Que tal?! Parece-lhe justo?!

De Sara a 26.09.2004 às 14:26

Vanessa, nos seus comentarios houve maldade sim. E sim, o mundo e cuel. Voce e a prova disso. E e por isso que devemos filtrar quem se aproxima de nos. Ha pessoas que criticam e querem o nosso bem, cuja intencao e ajudar. No seu caso, foi ofender, humilhar e ridicularizar. Isso eu nao preciso.Cada um vive as suas experiencias conforme a sua experiencia de vida e conforme elas se lhe apresentam. Agora, da sua parte, tentar ridicularizar essa situacao e muito infeliz. A sua liberdade de expressao nao tem o direito ofender. Eu tambem tenho liberdade de expressao, utilizo-a mas nao ofendo.
Tolerancia e o que lhe falta a si. Para entender os outros e o deslumbramento, ou seja la o que for, mesmo achando-o ridiculo.
Eu acho que devia deixar de perder o seu precioso tempo a ler o meu blog. Ja que deve ser uma pessoa perfeita (porque so pessoas perfeitas como a Vanessa criticam da sua forma) va exibir a sua perfeicao a quem lhe esta proximo. Ou sera que tambem nao a apreciam e tem que se virar para o mundo da net para ser 'ouvida'?

De vanessa a 26.09.2004 às 05:10

AHAHAHAHAHAHAHAH! Então não é que a psicologia invertia, resulta mesmo!!! Sara, você é perfeita para uma experiência de placebo (se não sabe o que é, pergunte ao patriarca, inteligente como ele é, saberá a resposta... uma pista, não, não falo de música.)

De vanessa a 26.09.2004 às 04:59

sara, para si os meus comentários são ridiculos... para mim ridiculo é a sua atitude mimada de só lhe agradar quem a venera... o mundo é cruel, e não agradamos a todos... mas nem imagina como nos faz crescer como seres humanos constatar e aceitar essa realidade... e por fim, eu não tento incomodar... incomodo mesmo!!!!!

De vanessa a 26.09.2004 às 04:56

Mãe da Sara, começei por ler os comentários da sua filha, vendo apenas a experiência que ela estava a passar... Mas de repente, apercebi-me como ela se deslumbrava com coisas que se calhar eram ilusões. Apenas a adverti que não se esquecesse o que tinha deixado, e que o mundo novo que conhecia, podia muito bem ser ilusório. A sua filha tomou esta minha atitude como um ataque pessoal, mas não foi! Os meus comentários, muitos deles apagados, foram feitos com um objectivo conseguido. A sua filha lá acabou por admitir que o mundo onde se encontrava não era assim tão fantástico... Agora não há maldade, pelo menos da minha parte... Tenho pena que a sua filha não consiga entender, que tivesse levado tudo como uma ofensa, e como boa predadora apenas ataque para se defender... Há algo de extraordinário que se chama liberdade de expressão,e outra chamada tolerância... Ela não o soube ser... e também eu pertenço ao grupo das predadoras...

De Sara a 21.09.2004 às 13:51

Mae, nao vale a pena dares sequer atencao a bruxas obcecadas que nao mais nada que fazer na vida senao tentar incomodar os outros. Por mim nao consegue.Eu so me divirto.Ela nao tem mesmo mais nada que fazer. Chegou ao ridiculo ponto de se dar ao trabalho de me deixar 7 mensagens para eu apagar.E ridicula, coitada!Nao vale a pena sequer tentares chamar este tipo de pessoas a razao. Tem falta de algo que nao lhes podes dar.
Bjnhs e obrigada Mae

De marilita a 21.09.2004 às 08:37

Vanessa
Sou a mãe da Sara e queria perguntar-lhe: Porque detesta tanto a minha filha? Que lhe fez ela? Gostaria de estar num país distante, para o qual foi por não ter trabalho aqui, e estarem sempre a fazer o que você lhe faz? Para quê, Vanessa? Tanta maldade fá-la sentir o quê?? Se quiser responder-me o meu endereço é : marilitaramos@msn.com

De Mámon a 21.09.2004 às 08:28

Gostei muito de ler o que escreveste e também como o fizeste. Beijo grande minha querida...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2004

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930